Acervo Privalia

Plus Size: Uma Evolução da Imagem Feminina no Mundo da Moda

de Privalia (8 junho 2010)

A moda sempre teve um importante papel na sociedade e no seu comportamento. Desde a primeira top model do mundo, Twiggy, temos gerações e gerações de mulheres que seguem à risca a ditadura da magreza.

Atualmente a discussão sobre os atuais padrões de beleza aumentaram, principalmente quando se leva em conta o fator saúde. O que a mulher moderna esta fazendo para mudar este panorama e tornar sua beleza mais real?

Michelle Obama para Vogue USA - março/2010

Vogue USA março/2009

Uma das maiores incentivadoras desta discussão é a primeira-dama americana Michelle Obama. Símbolo de elegância e feminilidade, Michelle representa uma mulher de verdade, vestindo-se para acentuar suas curvas ao invés de escondê-las. Tal personalidade estampou a edição de março de 2009 da revista americana Vogue, fotografada pela renomada e realista Annie Leibovitz, a primeira-dama fez questão de escolher ela mesma as roupas usadas durante a sessão.

No mundo da moda, estas mulheres de tamanho real são chamadas de “plus size”. Outro exemplo marcante é Beth Ditto, vocalista do grupo Gossip. Beth pesa 95kg e já foi capa de diversas revistas de moda e comportamento exibindo suas curvas. Em 2007 foi eleita “a mulher mais sexy” pelo NME Awards 2007, premiação anual da cena musical britânica. Os exemplos não acabam por aqui, Tara Lynn foi capa da Elle francesa, Gabourey Sidibe estampou a renomada V Magazine e a revista americana Glamour também fez diversos editoriais e matérias que abordam o tema, tão solicitado pelas suas leitoras.

Backstage da sessão fotográfica de Beth Ditto para a marca Evans

Em Junho de 2009, a editora-chefe da Vogue britânica, também fez seu apelo contra a ditadura do “size zero”. Escreveu uma carta aos mais renomados estilistas dizendo que nem sequer as top models estavam entrando nas peças que eles enviavam as revistas. Acusou-os de forçarem desta forma a contratação de modelos que são somente osso e pele, sem busto ou quadril.

A manifestação de Alexandra não parte somente do princípio da saúde, mas é principalmente baseada no fato de que os leitores não querem ver modelos tão magras. Contou inclusive que a equipe de tratamento de imagem da Vogue sempre tem que retocar as imagens para “aumentar” o tamanhos das modelos.

A carta fez efeito e na última semana de moda de Inverno em Paris e Milão marcas como Louis Vuitton e Prada apresentaram coleções para mulheres voluptuosas, reais e acima de tudo, sensuais.

Todo este movimento contrário aos padrões que vemos desde 1960 mostram que a mulher moderna vem mudando sua forma de pensar e principalmente de consumir. Assumindo que todos os corpos são belos e que é possível vestir-se com estilo e personalidade e ser desejada da mesma forma que uma modelo magérrima seria.

E no fim das contas quem é a Top Model #1 hoje? Lara Stone, com um corpo de curvas e dentes separados, não há quem resista ao seu charme. Novos tempos estão chegando!

Lara Stone - Revista Love #3

Lara Stone - Revista Love #3

A Privalia preserva seu direito autoral, citando a fonte de todas as obras disponibilizadas em seu blog nos posts. Para saber mais, clique aqui. Link:http://blog.br.privalia.com/regulamento-do-blog/
As imagens deste post foram retiradas do site Models e Style

Compartilhe!

Sobre o autor
Privalia

Privalia

Deixe seu comentário