Acervo Privalia

O prazer dos chás

de Privalia (10 setembro 2010)

Depois da água, o chá é a bebida mais consumida no mundo. Cada região do mundo tem seus chás tradicionais e, além dos consumidos em larga escala — como o mate no Brasil —, diversas plantas podem ser usadas com matéria-prima para fazer chás.

A maior parte dos chás pode ser servida tanto quente, quanto fria ou gelada. Alguns tipos de chás também podem ser usados como compressas, banhos, gargarejo, inalações e lavagens.

No caso das indicações fitoterápicas, é essencial que antes de procurar as ervas e plantas para fazer o chá, realize-se uma consulta com médicos para que se conheça os reais efeitos da bebida e eventuais interações medicamentosas com outros remédios que a pessoa precise tomar. Além de obter informações sobre as doses e modo de fazer. E, mesmo depois disso, é importante obter a matéria-prima em locais que tenham reconhecida competência para lidar com as ervas. Entre outras razões porque há ervas distintas com nomes iguais ou similares em diferentes partes do país, e determinadas plantas apresentam funções distintas conforme a parte que é usada.

Abaixo, uma pequena seleção de plantas disponível no site da Passiflora, farmácia de manipulação e homeopatia.

Camomila: Má digestão, gases, cólicas, inapetência, dores de estômago, insônia, afecções nervosas. Externamente para afecções da pele em geral, feridas, úlceras, inflamação dos olhos em geral, estomatite, gengivite, aftas, etc.

Carqueja: Afecções gástricas, intestinais, hepáticas e biliares. Má digestão, icterícia, cálculos biliares, diabetes, afecções urinárias, verminose, febre, reumatismo, gota, feridas, úlceras, doenças venéreas, etc.

Hortelã-pimenta: Problemas digestivos, gases, vômitos, cálculos biliares, cólicas abdominais, hepáticas e renais, cólicas uterinas, verminoses, tosse, laringite, palpitações, insônia, etc.

Jurubeba: Afecções hepáticas, hepatite, icterícia, febres, inapetência, má digestão, debilidade geral, diabetes, cistite, anemia, tumores abdominais e uterinos, etc.

Manjericão: Estomáquico, antiespasmódico, antidiarréico, diurético, antitussígeno. Vômitos, cólicas intestinais, cólicas menstruais, cistites, gripes, tosse, bronquite. Externamente, na forma de gargarejos, para amigdalites, faringites, gengivites, estomatites (aftas).

Maracujá: Ansiedade, irritabilidade, insônia, nervosismo, gota, artrite, erisipela, hemorróidas, etc.

Salvia: Tônica, estimulante, má digestão, regulariza o ciclo menstrual, febrífuga, corrimentos, vômitos, fraqueza do estômago, gripe, reumatismo, infecções da boca, aftas, amigdalite, úlceras varicosas, tosse, bronquite, diminui a lactação, etc.

Para os dias quentes, o mate gelado e os chás preto e verde estão entre os mais comuns. Outros indicados para servir gelados são os chás de frutas cítricas pela sensação de refrescância que produzem na boca e no corpo, além de serem, como todo chá, ótimos para hidratação do corpo.

Compartilhe!

Sobre o autor
Privalia

Privalia

Deixe seu comentário