Acervo Backstage Privalia

Dia das Mães UNICEF: um presente mais que especial

de Privalia (6 maio 2016)

blog, dia das mães, unicef, doação, solidariedade

A Privalia promove campanha para o Dia das Mães com renda destinada ao UNICEF.

 

Você conhece ou já ouviu falar do UNICEF?

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) promove os direitos e o bem-estar de cada criança em tudo o que faz. Juntamente com seus parceiros, trabalha em 190 países e territórios para transformar esse compromisso em ações concretas que beneficiem todas as crianças, em qualquer parte do mundo, concentrando especialmente seus esforços para chegar às crianças mais vulneráveis e excluídas.

Foi pensando nisso que a Privalia, outlet número 1 no Brasil, em parceria com o UNICEF, homenageia as mães com uma campanha especial de Dia das Mães na vitrine online. Válida até 15 de maio, a ação conta com doações de itens essenciais para saúde e proteção que podem ser parcelados em até três vezes, a fim de incentivar a arrecadação.

Veja abaixo as opções e o que o fundo consegue promover com o valor:

Com R$ 30, é possível comprar duas redes de mosquito, para proteger crianças e mães. A rede reduz em 20% as chances de contrair as doenças transmitidas por mosquitos, como zika vírus, dengue, febre chikungunya e malária.

Issata Sow, 26, lies under a mosquito net with her 4-month-old daughter Davida Batu in Freetown, Sierra Leone on Monday September 30, 2013.

 

 

R$ 50 representam o valor de 2,8 mil comprimidos purificadores de água para proteger muitas vidas de doenças como disenteria, cólera e febre tifoide.

Water purification tablets were provided by UNICEF to supper many affected communities in Fiji. Verenaisi Lakosi from Lawaki village in Tailevu Province, holds a water purification tablet that she uses to make tap water safe and sanitary to drink.

 

 

R$ 80 compram kits com mochila, lápis e cadernos e dão a oportunidade para quatro crianças frequentarem a escola e aprender de forma justa, inclusiva e na série adequada à sua idade.

foto-3_2

 

 

R$ 100 fornecem a cinco crianças desnutridas, durante cinco dias, alimento terapêutico. Conhecida como “alimento milagroso”, a pasta à base de amendoim é fácil de enviar, vem pronta para comer, contém as calorias necessárias e não precisa ser refrigerada.20 septembre 2010, a mother is feeding her severe acute malnourished child with ©PlumplyNut at a CRENI [Therapeutic feeding centre] in the village of Guidan Roumdji, some 20 kms from the town of Maradi, Maradi region, south east of Niger. The nutritional situation of children remains alarming in Niger where more than 15 children in 100 suffer from acute malnutrition, according to the results of the 2010 National Nutrition Survey. The prevalence of global acute malnutrition (GAM) among children under five years of age remains above the emergency threshold of 15 per cent - and this for five of the country's eight regions. The situation remains worrisome for children aged six to 23 months as more than a quarter of them are affected by this form of malnutrition. UNICEF's contribution to the nutrition response is designed to scale up prevention methods and treatment of cases of severe acute malnutrition among under five year children in Niger. As a last resort provider, UNICEF is supporting the WFP [World Food Programme] efforts to fight moderate malnutrition among this group of age. In addition, the Niger CO is committed to supporting and to strengthening identification and referral system using community-based organization, to ensuring the timely and adequate availability of therapeutic food (therapeutic milk and RUTF) for treatment and to improving access to LLINs[long lasting insecticide treated nets], coverage of immunizations, vitamin A supplements and de-worming.

 

 

A campanha de Dia das Mães faz parte da parceria de dois anos que a Privalia firmou com o UNICEF,

em prol da educação infantil e de adolescentes no Brasil e no mundo.

Ajude a tornar o dia dessas mães especial. Colabore!

 

Compartilhe!

Sobre o autor
Privalia

Privalia

Deixe seu comentário